Ex-gerente da Caixa Econômica Federal, Valdir Pujol dos Reis participou do Quadro Minha História

21/06/13







Ex-gerente da Caixa Econômica Federal, Valdir Pujol dos Reis participou do Quadro Minha História


Participou da edição desta semana do Quadro Minha História, o ex-gerente da Caixa Econômica Federal de Agudo, Valdir Pujol dos Reis. Nascido no ano de 1950, no interior de Rosário do Sul, Valdir vivia com os pais e mais cinco irmãos. Segundo ele, começou a trabalhar muito cedo, para ajudar nas despesas da casa. Aos sete anos de idade vendia doces que a mãe fazia. Depois, com dez anos, ajudava na lavagem de carros em um posto de combustível da cidade. Na adolescência, trabalhou nos trens, carregando as malas dos turistas até os hotéis. Cursou o Ginásio em uma escola industrial de Rosário do Sul, onde aprendeu a fazer muitas coisas nas áreas de marcenaria, desenho, carpintaria e mecânica. Posteriormente fez o técnico em contabilidade, trabalhando na área e depois como professor neste curso. Valdir atuou como projetista, com desenho arquitetônico e por um tempo foi autônomo. A primeira experiência no setor público foi na Prefeitura de Rosário do Sul, no setor de planejamento, por um pouco mais de três anos, período em que começou a faculdade de economia em Alegrete. Como pretendia uma profissão mais sólida, aos 29 anos resolveu fazer o concurso para a Caixa Econômica Federal, e passou. Passou por diversos municípios, entre uma transferência e outra, atuando por dois anos como gerente na unidade de Agudo, sendo depois designado para Tupanciretã. Em 2004 aposentou-se, vindo a trabalhar seus últimos seis meses na agência de Agudo. “Tive uma boa formação familiar, aprendi valores que foram determinantes em toda a minha vida” salientou Valdir. Ainda durante a entrevista, Valdir Pujol dos Reis falou sobre o trabalho como bancário. Ele afirmou que é difícil administrar recursos, há uma responsabilidade muito grande, além das metas a serem cumpridas. Em relação a agência da Caixa Econômica de Agudo, o ex-gerente disse que o município sempre se caracterizou por um local privilegiado, com pessoas que sempre tiveram recursos em poupança, pensando no amanhã. “Aqui o minifúndio é o grande foco, sempre se teve boa rentabilidade, claro que se precisa trabalhar com o enxugamento de despesas”, destacou. Antes de Agudo, Valdir atuou na agência de Quaraí. “Quando cheguei em Agudo conheci a Fátima Pereira Martins, uma pessoa que é o divisor de água para mim a partir desta época, é uma pessoa batalhadora e guerreira”, disse. O relacionamento com Fátima também o fez escolher por Agudo, após aposentadoria da Caixa. No município Valdir foi membro da diretoria do SejaAmigo, presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento (Comude), é secretário do CTG Sentinela do Jacuí, membro da Maçonaria e colecionador.






 

Comentar


Rádio


Contato
Histórico
Equipe
Programação
O município
logo

Conteúdo


Agenda
Entrevistas
Falecimentos
Galeria de fotos
Notícias





desenvolvimento Universo Web